Em respeito à liberdade e harmonia entre poderes

0
48
Jair Bolsonaro sendo recepcionado no aeroporto no início de sua campanha à presidência. (Foto: Danilo Verpa)

Já falei em diversas palestras e demais oportunidades sobre a nossa responsabilidade e que ela jamais seria transferida, ou se fosse transferida isso se daria por um preço muito alto a ser pago por uma solução mágica que resolvesse todos os nossos problemas, e que com toda certeza traria inúmeros outros consigo.

Mas o que falta agora? O povo já vem fazendo sua parte pedindo de forma clara: “deixem o presidente governar, respeitem a constituição e parem de interferir indevidamente nos demais poderes e respeitem nossa liberdade!”. Muitos na oposição apostam em prisões ilegais, censura e retirada de direitos fundamentais tais como a livre expressão do pensamento, direito à manifestação e a inviolabilidade da propriedade.

Certo que nenhum direito é absoluto, mas estes necessitam de uma justificativa muito bem fundamentada para que sejam suspensos, tanto que muitos criminosos condenados tiveram esses direitos garantidos por algumas decisões dos próprios ministros que utilizam a máquina estatal para violar direitos de quem comete o “crime” de pedir respeito à Constituição, harmonia entre os poderes e defende o presidente Bolsonaro.

Vamos ao que falta! Falta alguém com a mesma força que Jair Bolsonaro tinha no Congresso, onde quando ele entrava em qualquer comissão a esquerda tremia! Eles sabiam quando ele entrava não tinha conversa, não havia acordo senão a verdade e não era polido e sofisticado nas palavras como os que temos hoje são. Era chucro, mas verdadeiro, aguerrido e nas batalhas em que travava não tinha medo de nada nem ninguém!

Lembremo-nos dele que sempre foi independente, forte, curto, grosso e que todo parlamento e imprensa o atacavam, mas era porque era temido por não se flexionar ao que falavam dele e cobrava custe o que custar.

Falta agora menos marca d’água, menos “hashtags”, menos polidez nas falas e uma cobrança de qualidade tal como tinha na época em que o Presidente era parlamentar! Estamos com o capitão e precisamos de deputados e senadores que parem de ficar somente aparecendo com ele em vídeos e fotos, e pareçam mais como ele foi quando estava parlamento!

Finalizando aqui para deixar claro que, primeiro, estamos juntos nessa e lembrar que o povo está sendo preso e mais coisas podem acontecer conosco se nada for feito contra essa perseguição injusta que estamos sofrendo. Pois como dizem os dois ditados:
“Pior que a dor da derrota é a vergonha de não ter lutado”.
“De que vale uma vida se ela não for vivida de forma livre?”.

Participe da conversa

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui