Embaixador chinês ataca família Bolsonaro

0
106
Yang Wanming, embaixador da China no Brasil, durante o Fórum de Think Tanks China-Brasil em 27/04/2019. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Na noite de ontem (18/03) o Deputado Federal Eduardo Bolsonaro compartilhou, em sua conta no Twitter, uma thread (série de tweets conectados de um mesmo usuário) expondo a responsabilidade ativa e direta do Partido Comunista Chinês – a única agremiação política do país asiático – na disseminação do novo coronavírus. A sequência foi escrita originalmente por Rodrigo da Silva, fundador do portal Spotniks, e contém vinte e nove tweets, que referenciou suas informações com linksזde de sites de notícias, instituições de ensino e revistas científicas internacionais.

Clique sobre o ícone azul no canto superior direito desta postagem para ler toda a sequência

Em reação à disseminação de tais dados por parte de Eduardo Bolsonaro, terceiro filho do Presidente da República Jair Bolsonaro, o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, usou sua conta no Twitter para exigir a retirada das palavras de Eduardo e compartilhou um tweet que dizia “A família Bolsonaro é o grande veneno deste país. Eles não são a representação do Brasil.”

Buscando aliviar a tensão diplomática, na tarde de hoje (19/03) o Ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, divulgou nota salientando que, mesmo o deputado Eduardo Bolsonaro não falando em nome do governo brasileiro, em momento algum o filho do presidente ofendeu o Chefe de Estado Chinês e portanto a reação do embaixador chinês foi desproporcional e ferina.

Araújo expressou que é inaceitável o endosso da agressividade por parte do embaixador da China, manifestou a insatisfação do governo brasileiro com tal comportamento e declarou que os membros do governo estão na expectativa de uma retratação do embaixador pela repostagem ofensiva ao presidente Jair Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui