Os “democratas” da vagabundagem ameaçam todo o país

0
263

Por André Oliveira

As sessões ordinárias do Congresso Nacional, repletas de parlamentares ordinários, me deixam com uma pergunta na alma: Como ser honesto, conservador e cristão em meio a tantos bandidos inescrupulosos, psicopatas, o que há de pior na sociedade? É como lutar frente a frente com o diabo, acompanhado de seu exército de anjos caídos. Haja força!

São esses deputados e senadores que exigem de Bolsonaro o pagamento de uma fatura que eles estavam acostumados a receber: Mensalão, Petrolão, Sanguessuga, Pobre Amazônia, Navalha na Carne, Bilhete Premiado etc. O povo, feito de otário, paga a conta e elege os criminosos.

Navegando na história recente do Brasil aparece o PT (Partido das Trevas), que institucionalizou a corrupção e engendrou a Revolução Socialista por meios democráticos. O enredo comunista é perfeito: Lula e Fidel Castro criam o Foro de São Paulo, Lula casa-se com o PMDB e elege-se presidente, o Brasil passa a ser financiador do comunismo na Argentina, Chile, Colômbia, Cuba, El Salvador, Equador, Guatemala, Panamá, Peru, República Dominicana, Venezuela, Angola e Moçambique.

Eis que pousa na cadeira de presidente da República Jair Messias Bolsonaro com a missão de limpar o galinheiro, salvar a galinha dos ovos de ouro e colocar as raposas para correr. O povo elegeu um salvador da pátria, mas o Congresso Nacional, com a salvaguarda do STF, continua o mesmo. Chegamos a esse estado de coisas porque estávamos dormindo em berço esplêndido, às margens de um rio caudaloso. Foi por essa inércia que os ratos invadiram o parlamento. Ou o povo acorda, toma as rédeas da história, ou estaremos fadados ao fracasso.

Participe da conversa

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui