A Verdade soa como ódio para aqueles que têm ódio à Verdade

0
699

Ano de 64 d.C., Roma. Tochas humanas vivas iluminam as ruas da cidade e os Jardins de Nero: Eram os ‘Seguidores do Caminho’, como à época chamavam os primeiros Cristãos.”
Annales de Cornelius Tacitus


À todos os irmãos e irmãs em Cristo, perseguidos pela fé, lembremos daqueles que que foram perseguidos, exilados, jogados às feras no Coliseu para o entretenimento das massas ou feitos tochas humanas para iluminar os jardins das elites do Estado romano. Lembremo-nos ainda, do próprio Cristo, debochado, cuspido, flagelado e por fim, crucificado.

Na Revolução Francesa, desenterraram os ossos dos padres e reis franceses – quase dois mil anos de história – na Igreja de Saint Dinis com o objetivo de apagar o passado. Na Revolução Bolchevique, transformaram as Igrejas de Moscou em banheiros públicos, derreteram as artes sacras, além de assassinar o clero. Hoje, vemos decaptados na Nigéria, crianças cristãs escravas no Oriente Médio, incêndios na França e no Chile, além de deboche e vilepêndio no Brasil.

Ideologias tirânicas são incompatíveis com a Liberdade e a Santidade do Indivíduo – valores intrínsecos ao Cristianismo – motivo pelo qual, jamais deixarão de perseguir aqueles que seguem O Caminho, os que rejeitam a mera concepção de algo ser Bom, Belo e Verdadeiro.

Que nosso Criador nos dê forças e nos ilumine neste 2020 que se aproxima.
Gloria in excelsis Deo!

Participe da conversa

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui